Não Combina Blog | www.naocombina.com.br

Você já deve ter lido ou ouvido em algum lugar frases como estas:

“Achei lindo mas ela ficou parecendo baixinha”

“O vestido é maravilhoso mas esta modelagem aumentou o quadril dela”

“O estampa é linda mas não ficou boa pra ela. Ela ficou parecendo mais gorda”

Segundo este raciocínio, vestir uma roupa que você gosta muito e se sentir maravilhosa não é o suficiente.  Você precisa parecer mais “alta e magra”.  Mesmo que você já seja alta e magra. Ou que você seja gorda e esteja contente com seu corpo. Ou que você goste de ser baixinha. Ou que você ame seu quadril largo. Porque, aparentemente, nada é mais importante num look do que parecer alta e magra.

Looks de Kim Kardashian - Não Combina Blog | www.naocombina.com.br

Eu sei muito sobre proporção. Sei como alongar a silhueta usando as cores e modelagens que destacam só as partes mais finas do meu corpo (se você tem dificuldade nisso, consultores de moda ou sites especializados podem te ajudar). Mas e se isso não for prioridade para mim? A Moda não é só uma ferramenta para parecer mais alta e magra (ainda bem).

Você pode escolher um look por ser mais confortável, por se identificar com a estampa, por expressar o que você sente no dia, por se sentir uma diva do cinema com a modelagem ou só por ter olhado no espelho e gostado do que viu. Ás vezes a gente taca o foda-se na proporção para se sentir linda e curtir umas brusinhas”  mesmo. A Moda não é só uma ferramenta para parecer mais alta e magra (ainda bem).

E daí se o look te achatou? E daí se teu quadril está todo de fora num tecido justo e brilhante? Até quando a gente vai ficar escondendo o corpo porque o outro não sabe lidar com as nossas medidas? Eu não tenho corpo de super modelo e talvez você também não tenha. Mas a gente não precisa deixar de usar o que eu gosta para obedecer um padrão bobo e ultrapassado. Moda não é só uma ferramenta para parecer mais alta e magra (ainda bem).

Eu fico bem triste quando vejo alguém comentando desta forma sobre a roupa de alguém porque ESTAMOS EM 2017, NÉ?! Já passou da hora de evoluir este conceito de silhueta “errada”. E o mais legal de não alimentar este tipo de crítica ao corpo e look alheio é que você ajuda a reforçar a sua própria liberdade de usar o que quiser. Fica bom para todo mundo. Vamos tentar?

Ah! Vale lembrar que: a moda não é só uma ferramenta para parecer mais alta e magra (ainda bem).

[Os looks da Kim Kardashian estão ilustrando este post em forma de agradecimento por esta mulher botar o quadril para jogo num mundo onde a gente escuta o tempo todo que tem que esconder o quadrilzão. Thanks, Kim]

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

shares